As discussões em torno do gerundismo geram polêmica entre os falantes da língua portuguesa.
Para fugir do risco de errar feio, é preciso diferenciar gerúndio de gerundismo. Enquanto o primeiro é uma forma verbal indiscutivelmente existente, o segundo é apenas mais um vício de linguagem, que apareceu em nossos dias.

 

Exemplos do uso correto do gerúndio:
• Está acontecendo uma avalanche de ideias na minha cabeça.
• Ele vinha correndo pelos corredores, quando o encontrei.
• Nesse horário estarei estudando para ministrar bem a palestra.

 

É assim que deveria ser, mas a falta de conhecimento da língua, faz com que pessoas usem o gerúndio de forma errada como se fosse uma muleta linguística, e ainda acreditam que estão falando bonito.
E jeito de falar nasceu da tradução literal do inglês, e encantou da telefonista ao gerente, da faxineira ao diretor.

 

É preciso entender que esse tipo de linguagem compromete a veracidade da ação prometida frente ao interlocutor, pois não deixa claro quando ela terminará.

 

Exemplos de gerundismo:

• Aguarde senhor, vou estar transferindo a ligação.
• O fabricante vai poder estar agendando as datas.
• Amanhã vamos estar enviando o seu comprovante.
• Um minuto, vou estar anotando o número.
• A senhora tem que estar pegando uma senha.

 

Combinado com os verbos ESTAR, ANDAR, IR, VIR, o GERÚNDIO marca uma ação demorada ou duradoura, com aspectos diferenciados:

• O verbo ESTAR seguido de GERÚNDIO indica uma ação duradoura em um determinado momento.

Veja o exemplo:

Eles estavam almoçando, quando liguei.

• O verbo ANDAR seguido de GERÚNDIO indica uma ação duradoura em que predomina a ideia de intensidade de movimento reiterado ou contínuo.

Veja o exemplo:

As meninas andavam cansadas de tanto estudar.

• O verbo IR seguido de GERÚNDIO expressa uma ação duradoura que se realiza progressivamente ou por etapas sucessivas.

 

Veja o exemplo:

As mulheres vão vivendo e esperando o reconhecimento.

• VIR seguido de GERÚNDIO expressa uma ação duradoura que se desenvolve gradualmente em direção à época ou ao lugar em que nos encontramos.

Veja o exemplo:
A professora explica como essa expressão vem sendo usada.

 

A falta de conhecimento da língua, faz com que pessoas usem o gerúndio de forma errada. É preciso entender que esse tipo de linguagem compromete a veracidade da ação prometida frente ao interlocutor, pois não deixa claro quando ela terminará. Vamos ver um exemplo ruim e como corrigir este problema:

Aguarde senhor, vou estar transferindo a ligação.

 

Veja a forma correta:

Aguarde senhor, vou transferir a ligação.

perceba como esta forma é mais convincente e bem mais fácil de se usar. Quanto tempo se leva para anotar um número ou passar uma ligação? Como a pessoa diz que vai estar transferindo, presume-se que, numa ação duradoura, isso demandará horas e não apenas um momento.

 

Observe:

O senhor pode estar esperando que vamos estar encaminhando o seu pedido.

Neste caso, foram usados cinco verbos, com seis aplicações. Trata-se de uma verdadeira contorção verbal, que substitui, sem nenhuma vantagem, construções curtas, rápidas, diretas, objetivas e apropriadas, como:

 

O seu pedido será enviado amanhã.

Esteja consciente de suas escolhas linguísticas, analisando, de modo crítico e reflexivo, quais as formas adequadas às diversas situações de uso que você está exposto cotidianamente, visto que tais opções revelam sua identidade.

 

Por: Fátima Oliveira

Back To Top